Página Inicial

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Meu Testemunho: Reflexão sobre o conhecimento - Parte 1



Esta série de artigos vai conter reflexões e relatos da minha vida até o momento da minha conversão. Aos meus amigos - católicos, evangélicos, ateu, espírita, testemunha de Jeová, etc - façam a leitura sem preconceito, e não estou querendo ofender crença de ninguém, apenas estou declarando a minha. Ray Henrique
-----------------------------------------------------------------------------------------

Quando cheguei na minha adolescência percebi o quanto você sofre, quando você conhece mais o que te cerca. Deixa-me ser mais claro, por exemplo, quando era criança eu não se preocupava se tinha guerra em outro país, se o mundo estava com a economia em crise, se meus pais (no caso, somente minha mãe, pois só fui criado por ela) estavam com problemas ou não. Na verdade eu não sabia o que era problema.

Quando cheguei na adolescência, eu pensei que já sabia o que era preocupação, pois o meu conhecimento "aumentou" e já entendia de economia, guerras, fome, pestes e etc. Muitas vezes isto me atormentava, ficava preocupado com estas situações, mas era só aparecer uma "diversão" que eu já esquecia de tudo.

Enquanto isso no lado "espiritual" da minha vida eu refletia, preste atenção no meu resumo:

Eu nasci num "berço" católico (I.C.A.R.), até os meus 16 anos participava da igreja, não tão ativo quando eu era pequeno que até fiz a "primeira comunhão", ia todos os domingos à Missa. Nunca participei de nenhum depertamento da igreja, só apenas a visitava aos domingos. Logo, comecei a questionar algumas coisas que me cercavam (dentro da igreja e tradição católica), apesar de não concordar, desde pequeno, com imagens, crença em "santos", intercessão de Maria, e outras coisas dentro da igreja, eu queria continuar nela, pois nasci nela, minha família tinha esta tradição, portanto eu tinha que zelar por isso. Com o passar do tempo, comecei a deixar de frequentar a Missa, mas sempre continuei na crença de um único Deus e Salvador. Eu não conseguia orar um "Ave Maria", somente conseguia orar o Pai Nosso e conversar com Deus. Não me perguntem o motivo (depois eu entendi e você vai entender). Comecei a andar com a "galera" do rock, gente muito boa, pois sempre gostei de rock, desde a minha infância. No inicio, só tinha gente "boa"... engraçado nesta história que todo mundo bebia, exceto eu. Era tachado de criancinha, de homossexual e tudo mais, mas sempre levava na esportiva, pois sabia que beber não iria provar que era homem. Agradeço muito a minha mãe pelo caráter que ela formou em mim, e agradeço muito mais a Deus por está no controle de tudo. Daí o meu "conhecimento" cresceu e descobri que estava entrando mais mais gente na galera do rock, que eu nem sabia, e que já tinha gente blasfemando contra Deus, usando drogas, e tudo mais... isto me ofendeu, daí caí fora, dei adeus a "galera do rock", no começo tudo era diversão, daí começou a virar bagunça.

Começava ler a bíblia, falava muito de Deus, mas na verdade não O conhecia verdadeiramente. E quando descobri que não sabia de nada, e que a sede aumentava, mas eu começava ler a bíblia e interrompia. Meu conhecimento "aumentava", mas eu sofria mais ainda. Descobria que a televisão era o maior lixo do planeta, pois alienava as pessoas e controlava as mesmas, quer dizer, até hoje faz isso. Comecei a ler um livro de filosofia (didático do ensino médio), me ajudou bastante, abriu minha mente, ficava mais crítico a tudo que me cercava, meu conhecimento "aumentava", mas chegou a um ponto que confrontou minha crença em Deus, mesmo assim continue e não me abalei em nada. Enquanto mais entendia o "sistema" mais angústia me cercava, pois queria mudar algo, mas sabia que sozinho eu não podia. Concluindo... nesta parte, onde tange minha experiência sem Cristo e pensamentos filosóficos seculares, percebi que enquanto mais se sabe de algo, mais compremetido você fica, e a responsabilidade se torna mais sua, que às vezes o faz sofrer por isso.

(continua...)

Em Cristo,
Por Cristo,
Com Cristo,

Ray Henrique, servo dEle!

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. ola, sigo seu blog e vejo suas postagens etc..

    gostaria se possivel fazer parte de sua equipe de parceiros para minhAS atualizaçoes em sua lista. Ok!

    Pr. Ronaldo Mendes
    www.cvnyeshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. A Paz do Senhor!

    Ok, Ronaldo!

    Divulga o meu também.

    Abraços!

    Graça e Paz!

    ResponderExcluir

Comentar é uma maneira de interagir com as pessoas. Fique a vontade!

Ocorreu um erro neste gadget